Tecnologia mudou o padrão do sono

Segundo o pesquisador Koslofsky, a forma como administramos nosso sono vem mudando com o avanço tecnológico e aumentando níveis de estresse e outros problemas. Ao que parece estamos mudando nosso padrão do sono.

Registros do século XV e XVI possuem referências que apontam para um primeiro e segundo sono como padrão de normalidade. Para as pessoas daquela época o sono se dividia em duas etapas com algum intervalo acordado entre os períodos. Algo diferente das 8 horas consecutivas praticadas atualmente.

Despertar na madrugada e ficar um tempo acordado antes de adormecer pela segunda vez, era um estado de meditação tranquilizador. Na época, um tempinho para pensar na vida e voltar-se para si. Registros apontaram mudanças no padrão do sono para 8 horas consecutivas quando a eletricidade passou a fazer parte do cotidiano.

Depois das luzes, tivemos maior atividade noturna e o avanço industrial gerou o conceito de tempo ocioso como algo negativo. Ficar acordado por um breve período no meio da noite foi aos poucos deixando de ser um momento para si. Tornando-se desperdício de tempo e motivo de preocupações.

A influência tecnológica no comportamento humano proporcionou uma variada gama de profundas mudanças na forma de pensar e agir. Incluindo nossa relação com a natureza e alterações no nosso padrão do sono.


Garanta sua privacidade!
Baixe aqui o Navegador Brave.