Acompanhe!
G+ | Linkedin | Face | Twitter | e-Mail

Tales de Mileto: água como substância de tudo

Jeferson Silva em 07/2017 | Deu erro? avise aqui

Tales viveu na Grécia por volta de 585 a.C. sendo hoje considerado o primeiro filósofo do Ocidente. Na época de Tales era comum explicar as coisas como um desejo dos deuses. Nesse sentido, os ensinamentos eram baseados em contos e mitologias. A regra geral consistia em acreditar que todas as ocorrências eram manifestações divinas, dependente da vontade dos deuses.

Tales foi o primeiro pensador que rompeu com essa tradição e passou a buscar explicações na natureza. Deixando os deuses de lado, ele estudou astronomia, geometria e engenharia. Defendeu que tudo que existia possuía água em sua composição. Ele observou que a água podia mudar de estado, ficando sólida ou líquida. Concluiu que ela era a essência de todas as coisas. Ele defendia também que a terra era um disco flutuante surgido pela solidificação da água em um vasto mar.

Ainda que Tales não estivesse totalmente correto em suas conclusões, ele inaugurou uma nova forma de olhar para as coisas. Levantou a hipótese dos objetos serem compostos e dos fenômenos serem ocorrências naturais, sem intervenção dos deuses. Além de contribuir para a geometria com seus teoremas, Tales de Mileto foi quem deu os primeiros passos em direção ao pensamento científico.