Início | Cursos | Filmes | Links | Clean Page



Dessalinização: água do futuro ou perigo ambiental?

07/2017 | Deu erro? avise aqui

Dessalinização envolve a remoção do sal da água para torná-la potável. Existem várias maneiras de dessalinizar e isso não é uma ideia nova. Marinheiros têm utilizado a evaporação solar para separar o sal da água já faz muito tempo. Embora seja uma técnica bastante conhecida, o processo para dessalinizar em grande escala sempre esteve associado com elevados custos.

Em geral se usam os métodos de destilação, evaporação e eletrodiálise. Todos estes métodos são caros, por isso, historicamente o processo de dessalinização só tem sido utilizado como alternativa onde outros métodos falham.

Com a explosão da demanda mundial por água potável, pesquisas para tornar a dessalinização viável economicamente tem sido motivadas em diversas regiões do planeta. As investigações e desenvolvimentos neste tema é um processo relativamente novo, mas algumas conquistas já foram realizadas.

No Brasil a empresa Aquamare, criou um processo de dessalinização que transforma água do mar em água potável. Sob a marca H2Ocean, o produto está sendo exportado para os Estados Unidos, onde foi homologado pela Food and Drug Administration (FDA), agência responsável por atestar a qualidade de alimentos e remédios.

O Pacific Institute criou um relatório alertando para alguns riscos ambientais na prática da dessalinização. Entre estes riscos está o choque ambiental se não forem criadas rígidas regras de monitoramento e gerenciamento da sal que resulta no processo de dessalinização. Muitas usinas devolvem ao mar o sal que, em grande quantidade, pode afetar a vida marinha.

Outro alerta consiste no uso de elevado consumo de energia para o processo de dessalinização, este elevado consumo pode acelerar o efeito estufa. A sugestão neste caso estaria no uso de energias renováveis para alimentar o processo de Dessalinização.

O uso da Dessalinização parece estar crescendo e pode se mostrar uma eficiente solução ao problema da falta de água, mas é preciso ser observadas certas condutas para não agredir o ambiente.

Fonte: PacInstabclocal

Não perca Conteúdo! Adicione seu e-mail.



Você sabia!

Segundo o pesquisador Koslofsky, a forma como administramos nosso sono vem mudando com o avanço tecnológico e aumentando níveis de estresse e outros problemas. Ao que parece estamos mudando nosso padrão do sono conforme avançamos tecnologicamente. Continuar leitura...

Destaques do blog
Curiosidade:

Universidades tradicionais como o MIT e Stanford oferecem uma gama variada de cursos gratuitos em EAD com qualidade. Embora esta seja uma ótima oportunidade, um pré-requisito é a capacidade de entender a língua inglesa. Investir em um curso de inglês pode ser uma ótima ideia, são muitas as oportunidades. Continuar leitura...